SOMOS APENAS UMA PASSAGEM,APROVEITAR E NÃO DEIXAR PARA AMANHÃ,PALAVRAS,ACTOS,FAÇAM NO HOJE!

12
Set 05

tn000213.jpg



Fui em direção a um café,tinha uma esplanada enorme.sentei me numa das mesas,quando vi uma amiga,sentou se em frente a mim,pedimos um café e estivemos ali,horas a "fio" a falar.


Numa mesa mais ao fundo,ao pé de uma porta que dava para dentro do café estava um rapaz sentado,sozinho,vestia umas calças de ganga,uma tshirt branca e um casaco de ganga,fumava um cigarro.


Sempre que olhava para ele os seus olhos fixavam nos meus,como dois pirilampos,brilhavam com vontade de dizer algo;quando desviava levemente o meu olhar,ele continuava a observar me com mais preceito.


Continuei a falar e a tentar tomar atenção à minha amiga que estava sentada à minha frente e de costas para ele.Ela não se apercebeu nem por um segundo do que se passava.


Entretanto,voltei a fixar os meus olhos nos dele,sorriu para mim,eu abanei a cabeça,porque não queria que a minha amiga se apercebesse,poderia fazer algum comentário menos próprio e não me sentiria bem,naquele momento se isso acontecesse,ele ficou confuso,pela expressão dele notava se,ficou sem entender o que eu queria e se realmente estaria a corresponder lhe.


Entretanto,decedimos,eu e a minha amiga,pagar mos e voltar para as nossas casas.


Quando íamos a sair do café lá estava ele ao pé da porta aberta,fomos aproximando,cada vez mais de passar mesmo ao lado dele,enquanto os nossos olhares ficaram a acompanhar se mutuamente,foi aí que finalmente a minha amiga se apercebeu e sorriu para mim e disse porque não vais até ele e eu respondi que tinha medo,e ela disse mas medo do quê,porquê,e disse não sei mas não consigo,ela fez se em silêncio e continuamos a caminhar até ao carro dela que se encontrava estacionado,num parque ali perto.Por fim chegámos à viatura e ela disse,tens a certeza que não queres voltar e eu respondi que não sabia,mas que era melhor regressarmos a casa e assim foi,deixou me em casa e logo fui para o meu quarto,deitada na minha cama,adormeci..


CONCLUSÃO:por vezes encontramos alguém que fala mais com o olhar do que com as próprias palavras,um olhar diz ás vezes muito mais do que mil palavras.Talvez tenha perdido alguém especial,talvez algo mais forte me tenha dito que não deveria ir,talvez,só sei que o que senti foi o mais forte.Nunca ficarei a saber se era sedução,se era só um olhar de alguém que estava em frente a mim,um sorriso de simpatia,talvez nunca saiba,ambas as partes não arriscaram;talvez um dia voltarei a encontrá lo,quem sabe,saberei todas as respostas.dizem que o nosso destino está traçado...


Fica uma pergunta aos meus caros visitantes.


Que acham somos nós que o traçamos ou já o nosso destino está traçado?


FÁTIMA ANTÓNIO


 

publicado por passagens da vida às 16:28

Setembro 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

13
14
17

18
20

26
28
29
30


subscrever feeds
arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO