SOMOS APENAS UMA PASSAGEM,APROVEITAR E NÃO DEIXAR PARA AMANHÃ,PALAVRAS,ACTOS,FAÇAM NO HOJE!

26
Jan 06

avo.bmp


Vivestes em dias de alegrias,em redor dos teus netos,filhos,genros,adoravam te!


Eras a alegria da casa com as tuas anedotas nos fazias sorrir,a tentar estar sempre bem disposto e calmo,mas as tuas mãozinhas mostravam sempre a tua preocupação para com os outros!


A dor dos outros era a tua avô,apesar das tuas dificuldades físicas as anedotas,as tuas palavras faziam nos sorrir e ficávamos sempre com um largo sorriso!


Todos gostávamos de ti e sabes bem disso meu avozinho!


Lembro me de te ver a andar na tua bicicleta,parecias um menino com um brinquedo novo!


Ao pé de ti a vida era sempre um grande sorriso,atento a todos,não fazias destinções,aprendestes com a vida e o teu coração a amar nos!


Para nós não eras indefirente,pois sempre nos bocadinhos que tivemos contigo eras o nosso avô verdadeiro,não meio avô,fostes tu que nos vistes crescer e nunca dissestes que não éramos netos,nem ousou essa palavra!


Por isso eterno avô,com saudade vamos ficar,lembrado,serás eternamente,não duvides,as tuas histórias e palavras,os teus olhos a brilhar de preocupação para c os outros vão sempre ficar!


Não vais ser só mais um avô,mas o melhor avô que nos sempre respeitou!


Deixaste nos só em corpo,em mente e nos nossos corações irás ser sempre recordado,faço questão de nunca te esquecer!


Nunca quizestes incomodar ninguém ficavas sempre contente com o pouco que te faziam,já era sempre suficiente!


Sempre que feicho os olhos lembro me da tua boina que era a tua relíquia,o teu Benfica que tanto gostavas,mas o principal a tua família e amigos que por onde passastes nunca te esquecerão!


Só tenho pena que não me vais ver talvez um dia a entrar na igreija como querias e mais netos,que gostarias de ver!


Olha por nós meu avô!


Sei que estás junto de Deus,porque eras bondoso para com os outos!


Da tua neta que nunca te esquecerá!


FÁTIMA ANTÓNIO


 

publicado por passagens da vida às 17:15

2 comentários:
Ninguêm pode subsitituir o amor de um pai ou de uma mãe, pois não? Mas pode existir sentimento maior que aquele que nutrimos por aqueles que colocaram na vida, aqueles que nos deram vida a nós? O avó ou a avô, são aqueles pais de presença permanente, meiga e dôce, que á imagem e semelhança daqueles que são os nossos progenitores nos souberam amar e sobretudo responderam com admirável carinho, e atenciosa atenção, nos foram ensinando pacientemente os porquês do mundo. Eles foram para nós sem sombra de dúvida, a imagem do Amor imaculado quando os nossos pais não estavam. Sabiamos que poderíamos sempre contar com eles, se os nossos pais falhassem. Muitas felicidades para a Fátima António, e o meu sincero reconhecimento e compreensão pelo amor incondicional e dedicado ao teu avó. Eu acredito que ele esteja em paz, junto de Deus que é o seu lugar, na eternidade. [Dominio dos Anjos]HumbertotheWizard
(http://CeudosAnjos.Blogs.Sapo.pt)
(mailto:HumbertotheWizard@Hotmail.Com)
Anónimo a 27 de Janeiro de 2006 às 00:08

Adoravas o teu avô, compreendo isso, de acordo com o que escreveste, invocaste-o. Mesmo que não possa estar presente fisicamente, ele estará espiritualmente presente a quem ler o texto. BeijinhosCarlos Costa
(http://astardesdoanjo.blogspot.com/)
(mailto:helio_neon_argon@hotmail.com)
Anónimo a 26 de Janeiro de 2006 às 19:54

Janeiro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
13

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
27

29
30
31


arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO