SOMOS APENAS UMA PASSAGEM,APROVEITAR E NÃO DEIXAR PARA AMANHÃ,PALAVRAS,ACTOS,FAÇAM NO HOJE!

08
Out 05

t296412puzlle.jpg


A depressão,é algo que acontece mesmo quando estamos numa fase mais feliz,sem nos apercebermos ela aparece,sem bater à porta…Posso falar por experiência própria,apesar que fique frisado que cada caso é um caso,ninguém é igual a ninguém,nem os passos da vida são vividos da mesma maneira.


A mim apareceu numa fase da vida que até estava calma,estabilizada a nível profissional e familiar,sem namorado e sem prespectiva de ter alguém o que me era indeferente,pensava eu,quando aparecia alguém aparecia,não procurava,se tiver de aparecer aparece,,,enfim…!!!!!!!não me preocupava o facto de estar sozinha,mas quando menos esperei,comecei com sintomas de ansiedade,um nervosismo de chegar a casa,de não ouvir barulho,chegar e sentir me protegida.


Começou assim os primeiros sintomas,os seguintes,não conseguir entrar em sitíos que tivesse muito barulho,ouvir falar muita gente ao mesmo tempo,sítios fechados,ficava com fobia,não aguentava,até que um dia no meio da rua fiquei pálida com medo de estar sozinha,não conseguia estar a trabalhar,principalmente quando tinha que sair com os meus velhinhos,doentinhos(trabalho),sabia que tinha de me sentir segura e agir se algo lhes acontecesse,mas como conseguiria se eu própria não conseguia,sentir me segura e prestável;entrei em pânico e agarrei num táxi e vim para casa,mas aguentei todos aqueles sintomas,mais ou menos 1 ano,a pensar que conseguia ultrupassar sozinha,ou que aquela ansiedade,aquele acelaramento do batimento cardíaco,podia ser um problema de coração,mas claro nesse dia em que vim para casa já não aguentei rebente, imesmo em casa sozinha sentia me insegura..Sentia medo de um dia ficar sozinha,os meus pais morrerem,não  ter o apoio do meu irmão,que não me ligasse,não me sentia nada positiva,sempre com medos;a morte para mim era o mais assustador e a solidão;era horrível..


O meu trabalho:é verdade também não me ajudava,trabalho diariamente com pessoas cansadas de viver,com solidão e algumas até com o medo de morrer,entre tantos outros sentimentos difíceis de ultrupassar,por isso ao fim de 6anos de trabalho,foi uma gota de aguá para uma explosão de emoções fortes,baralhadas num conflito,um pluzlle sem conseguir encaixar cada peça,nada fazia sentido…Cheguei a um ponto que senão me levassem deixava me morrer por dentro ,GRAÇAS A DEUS que tive os meus pais e amigos que me levaram ao médico,comecei com as consultas quando me disseram que era uma depressão,medicações,mais tarde psicóloga que foi essencial,então aos poucos,isto é durante 6 meses em casa,foi uma luta,tive que ter força de vontade,foi então que comecei a perceber que afinal todas aquelas pequenas coisas que não damos tanta importância,deixamos passar,sofremos para nós,não desabafamos,deixa marcas sem nós querermos e pensamos ultrupassadas,a vida vai tendo fases e algumas deixam marcas senão as resolvemos na altura certa,falar é essencial,porque um dia podemos pagar bem caro,feridas não cicatrizadas são uma maldição,falem sempre,desabafem,resolvam,gritem se for preciso,resolvam,mesmo pequenas coisas que ficaram por dizer não tenham medo, digam.


A  minha luta foi dura mas aos poucos comecei me a agarrar a vida,a ter objectivos,novos,falei das minhas feridas que descobri que as tinha e com o apoio da família,foi também caminho andado,tudo que deixamos para trás,um dia rebenta,calha a todos e não tem idade,é mais que um simples stress,é uma doença que eu chamei lhe q era a doença da moda,mas não é moda,ela sempre existiu mas por outros nomes.


Poderia ficar aqui a falar de tudo o que me aconteceu mas isso já teve o meu tempo de antena,que sei perfeitamente que um dia pode voltar,mas agora só queria deixar vos a pensar que a vida não é sempre bela,ter uma depressão não é ser maluca,aliás acontece a quem tem o poder de ser mais forte,que carrega c a vida dos outros e da sua,só que um dia é dia santo e não passa despercebido.


Por isso,todas as vezes que sentirem se tristes,magoados,com dúvidas,com medos,falem,não deixem as feridas,cicatrizem nas,mesmo a importância de consultar um psicólogo,além de hoje ser também moda,é essencial ajuda nos a montar um puzlle,puzlle da nossa vida,econtramos nos e começamos a deixar que as pessoas entrem na nossa vida,torna se mais bonita e o guardar magoas deixa de existir,acabou as magoas,existe resolução sempre,menos para a morte.


Esta etapa ultrupassei,quando vier a próxima estarei mais atenta ou não,mas tentarei resolve la e certamente estarei mais forte para a vencer,seja o que vier,vou sofrer,mas também vou aprender,paga se também caro por seres só simplesmente seres vivos,estamos vivos e isso basta.


Consegui montar este puzlle mas com ajuda,sem ajuda não conseguiria,por isso existem os profissionais,os amigos,a família,não existe seres fortes,existem pessoas!


Encaixei as peças deste puzlle,com ajuda.


Agradeço e sinto me lisongeada por tê lo montado este bendito puzlle,só quero tentar ser feliz,tentar….


FÁTIMA ANTÓNIO

publicado por passagens da vida às 10:21

Outubro 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
14
15

19

25
28
29

30
31


arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO